Sobre o Maloca

O Maloca - Escritório de habitação social da Universidade Federal de Alagoas é um projeto de extensão financiado pelo Programa de Ações Interdisciplinares (PAINTER) e o Edital Proext MEC/Sesu 2014 e visa atender a sociedade por meio da articulação entre ensino, pesquisa e extensão em assistência técnica para habitação social.



A habitação reveste-se de significados ímpares diante dos demais elementos que constituem o habitat humano, apresentando características que identificam os indivíduos e as sociedades. No Brasil, o quadro habitacional contemporâneo é resultado de décadas de conflitos e lutas pelo solo urbano e pela moradia. As populações de renda mais baixa, sem condições de acesso ao mercado formal de moradia, tem tentado solucionar essa necessidade com seus próprios meios, evidenciando a ineficiência do Estado no tratamento da questão. Desde o período escravocrata, onde a solução para habitação da classe trabalhadora era a senzala até os dias atuais há um agravamento da situação, refletindo no crescimento do déficit habitacional brasileiro. Apesar de no computo geral grande parte das carências habitacionais encontrar-se em áreas urbanas, na região Nordeste, o déficit habitacional rural é considerável. Em Alagoas este quadro não é diferente, aliado a isto, temos os piores indicadores sociais, o que nos revela um quadro de desigualdades alarmante. Em 2008, foi aprovada a Lei Federal nº 11.888 em 24 de dezembro de 2008 que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social, como parte integrante do direito social à moradia previsto no artigo 6º que regulamenta os artigos 182 e 183 da Constituição Federal brasileira. Neste sentido buscaremos desenvolver ações que auxiliem as comunidades público alvo deste programa no acesso ao direito a moradia. Serão desenvolvidas ações de diagnóstico e proposição de ações, bem como assessoria técnica para captação e acompanhamento de implantação de projetos nas referidas comunidades. Com isto pretende-se desenvolver ações dialógicas de aprendizado mutuo de docentes, discentes e comunidades envolvidas no processo. Capacitando todos os envolvidos para a produção de soluções compatíveis com a realidade local, respeitando os saberes comunitários e a cultura local, potencializando também o uso de recursos locais para a obtenção de espaços coletivos e individuais que atendam as demandas locais.

Comments